FGTS: Saiba como utilizá-lo na compra do seu imóvel

Pra quem pretende utilizar o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) na compra de seu imóvel, é de suma importância conhecer algumas regras Saiba como utilizá-lo de forma correta!

Antes de se aventurar na aquisição do seu próximo imóvel, é muito importante ter ciência das possíveis opções de financiamento; visto isso, vamos apresentar as regulações para uso do FGTS nesse tipo de compra.

Regras e condições

Algumas das restrições para aplicação do FGTS no financiamento de imóveis são requerimentos em relação ao preço e procedência dos mesmos: vamos conhecê-los a seguir.

No que se trata da procedência do imóvel, ele não pode ter sido objeto de uso vinculado ao FGTS do vendedor, ou dos proprietários iniciais, por um período de 3 anos anteriores à compra.

Além disso, precisa necessariamente ser um imóvel urbano e com fins residenciais, devendo-se comprovar a moradia na cidade em questão (ou zonas metropolitanas) por pelo menos um ano.

O valor de avaliação do imóvel a ser adquirido, atualmente não pode ultrapassar o valor de R$1,5 milhão.

Outra boa opção na hora de iniciar o processo é a possibilidade de dividir as parcelas em dois Fundos de Garantia por Tempo de Serviço, no caso do casal que decide investir em parceria no imóvel escolhido.

Amortização de saldo

Existem também algumas maneiras de amortizar o saldo, mas para isso o imóvel tem que ser indispensavelmente financiado pelo SFH (Sistema Financeiro de Habitação).

Nesse caso, seu FGTS pode ser utilizado no abate das parcelas referentes ao imóvel; poderá ainda ser aplicado como entrada, ou parte dela, do valor e, para imóveis em período de entrega ou durante sua construção, poderá ser empregado como parcela única.

Rendimento de FGTS versus Rendimento de compra

Outra questão importante na hora de tomar essa decisão é o que vale mais a pena em relação aos respectivos rendimentos.

O FGTS tem rendimento de 3% ao ano mais a taxa referencial (esta que, atualmente, está zerada). Ou seja, o retorno auferido na compra de um imóvel tende a ser muito maior que o rendimento do FGTS.

Mas e o custo de um financiamento para compra?

Os financiamentos imobiliários estão com a menor taxa de juros da história, marco que foi abordado em nosso post sobre Credito Imobiliário.

De forma mais resumida, esses juros baixos favorecem o retorno ao investimento na compra de imóveis, já que os juros são baseados no sistema Selic (Sistema Especial de Liquidação e Custodia), que atingiu índice de 4,5% em 2019, e tem chances de alcançar um patamar ainda menor.

E o que isso significa?

Tudo isso favorece a decisão do consumidor, tornando o ano de 2019, entre os últimos, o melhor para se investir no sonho da casa própria!

Ainda dá tempo de investir esse ano! Confira em nosso site qual dos empreendimentos CGL cabe no seu bolso!

Compartilhar

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on email

Outros Posts